Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LA PRINCIPESSA

lifestyle blog por Sofia & Largad_Anca

27
Jan21

Ser mulher é ser julgada todos os dias

largad_anca

Ser mulher é lixado. A minha questão é ... será que ser mulher nos condena à nascença

Há uns tempos, porque adoro fotografia, e  porque assim quis, publiquei algumas fotos nas redes sociais. Alguns adoraram, outros odiaram, mas esse não é o tema. Todos têm esse direito. Está previsto no direito de liberdade de cada um de nós. Eu própria não gosto de tudo o que vejo, e bem.

Mas queria falar-vos de algo mais sério que isso. Algumas das fotos que publiquei podem ser consideradas provocatórias, para mentes mais "fechadas". Admito que possam ser ousadas. Correspondeu a uma fase da minha vida em que identifiquei com esse tipo de fotografia.

Mas digam-me vocês: se posso usar um bikini na praia, por que razão, publicar uma foto com esse mesmissimo bikini é um ato provocador? Quando vou à praia também estou a provocar? Como quem usa um decote e é violado, estava mesmo a pedi-las?! (não aguento!!!!)

Um homem pode publicar,  usar,  fazer o que bem lhe dá na gana e está tudo bem. Uma mulher, está mesmo a pedir para receber fotos explícitas. Para ser insultada e, pior que isso, para ser julgada, até pelos mais próximos. E esses julgamentos são os que mais doem. Ser livre, mesmo no compromisso, é dificil, para a maioria, de entender. Tal como ser mulher e ter amigos homens, que abraçam, ligam, comentam e valorizam o que somos e o que fazemos, é algo absolutamente incompreensível... inadmitível. Se és comprometida, não podes fazer fotos na tua casa, em que estás de toalha e não se vê nada, e que já fazias, porque estás a falar ao respeito. Os bikinis são bons para a praia, mas não para fotos, as transparências são para peitos pequenos... e por aí adiante. Porque já não és solteira ... porque existem comportamentos apropriados (já dizia o meu avô). Ou porque ser solteira nos faz ter comportamentos inapropriados, como se não nos dessemos ao respeito?!

Somos julgadas porque publicamos uma foto com pouca roupa ...e culpadas pelos comentários que alguns otários, se acham no direito de fazer?! Por que razão, não podemos apenas ser livres de mentalidade e julgamos tanto os outros?! Por que é que no século XXI (gente, SÉCULO XXI), continuamos a acreditar que uma mulher que gosta de si e se diverte com isso, tem menos valor ou é menos respeitável?! Por que é que clamamos por liberdade e igualdade, mas nos procupamos mais com a foto que a outra publicou do que encarar isso como algo que a faz sentir-se bem. Por que é que valorizamos comentários que outros fazem?!

IMG_9991 (1).jpeg

 

E calma, claro que não estou a dizer que somos obrigados a gostar ou concordar. Mas temos mesmo que julgar?! empoderamento feminino, a aceitação, a igualdade (que ainda está a anos luz de existir), continua a ser mal vista. E nem é só pelo homens porque as mulheres são ainda mais cruéis.

Para vocês pode parecer banal, mas eu tenho a certeza que, nem que seja apenas uma pessoa, vai entender aquilo de que falo. A repressão, a agressão, a privação de liberdade tem muitas formas, a maioria dissimuladas e, está muitas vezes, camuflada de amor.

Ser mulher é ser julgada todos os dias ... mas não permitam que esse julgamento vos roube a alma, vos roube a liberdade dentro de vocês e, mais que tudo isso, vos roube a vossa identidade!

 

Um beijinho

17
Jan21

Despedi-me ... e agora??

largad_anca

Despedi-me!! Sim, sou louca e despedi-me em plena pandemia!! E agora??

Ao longo da minha vida sempre gostei de me sentir livre. E durante muito tempo, só tive essa liberdade dentro da minha cabeça. Prometi a mim mesma que um dia que pudesse, nunca ficaria presa ao que não me fizesse feliz.

Claro que a maioria das pessoas me aponta o dedo, me considera louca, inconsciente... e mesmo os que não verbalizam, pensam-no. Mas na verdade, sou louca ou falta coragem à maioria para tomar uma decisão que traz uma mudança radical à sua vida? A mudança mexe muito connosco, dá medo. E eu também tenho medo, claro que tenho. E não é pouco!

Na verdade, estou aterrorizada. Tenho 38 anos, vivemos atualmente em pandemia, há desempregados ao pontapé. O mundo está louco. Mas isso faz com que tenhamos de ficar  presos ao que não nos faz feliz?! A vida é tão curta. Como podem entender, não acordei um dia de manhã e decidi que me ia despedir. Foi uma ideia cozinhada, maturada... tive que respirar fundo muitas vezes até ter a coragem de o verbalizar. E não, nem é a primeira vez que o faço... mas até aqui, era uma miúda nova, cheia de sonhos, achava que podia mudar o mundo. Agora, já sou tratada por senhora, embora a minha mente se mantenha a de uma garota de 18 anos. Às vezes ainda me passa pela cabeça que posso mudar o mundo, mas na verdade, só posso mudar o meu mundo, ou mudar o meu eu no mundo. E, se para isso, é preciso dar um passo atrás, começar do zero, pois vamos a isso.

Ao longo do meu caminho, em diferentes fases, tentei sempre ser, acima de tudo, fiel a mim mesma e, esta, não foi excepção. Sinto-me meio perdida, sem saber muito bem o que fazer, para onde me voltar. Mas estou disposta a arriscar, a tentar de novo... a entrar no avião de para-quedas às costas e saltar sem medo de que me falte o ar. De dar 3 cambalhotas no ar e ficar meio tonta com a aterragem. Mas arriscar e sentir o vento na cara. Correr na chuva e saltar nas poças. Rir bem alto e sentir o peito cheio. Ser eu e nunca perder o meu sorriso, independentemente dos olhares reprovadores.

E vocês, acham loucura .... inconsciência ... coragem? Dizem por aí que quem muda, Deus (ou o universo ou o que vos fizer sentido) ajuda. 

Contem-me tudo. 

Lembrem-se que aqui a porta está sempre aberta e todas as opiniões são bem vindas.

 

Um beijinho

07
Jan21

Minimalismo

Sofia
Comecei 2021 com um objetivo, tornar-me  minimalista! O meu objetivo é "viver" com menos coisas. Parece fácil, não é? Mas vai ser um grande desafio!

O que é ser minimalista?

 


Quais são os meus objetivos?
Livrar-me de tudo o que considero a mais na minha vida, dar mais valor às pequenas coisas do dia-a-dia e poupar.
 

Iniciei o desafio Less is More! Comecei no dia 1 e o objetivo é até ao final do mês:


Dia 1 tirar 1 artigo
Dia 2 tirar 2 artigos
Dia 3 tirar 3 artigos
...
Dia 31 tirar 31 artigos

 

Comecei com o meu roupeiro e estou a "desfazer-me" das peças que não uso.

Relembro que os artigos que tiramos podem ser para doar, vender e reciclar.
 
Vocês aceitam o desafio?

 

Um beijinho

Sobre nós

Uma lisboeta com raízes em Trás-os-Montes e na Serra da Estrela, e uma alfacinha de gema com uma costela Ribatejana. Apaixonadas por fotografia, moda, decoração e viagens. Com muitas histórias para contar e opiniões muito distintas, partilhamos realidades comuns a todos nós.
Sejam bem-vindos ao La Principessa por Sofia Silva e Largad_anca

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.